Como montar uma mini academia em casa

Muitas pessoas não gostam de frequentar academias de ginástica e musculação, o que é bastante compreensível.

Se por um lado, as academias são ótimos espaços para fazer todos os tipos de exercícios, contar com profissionais e ainda socializar, por outro eles não agradam a quem apenas quer fazer exercícios sem a agitação, a música e todo o clima que envolve a dinâmica dos treinos.

Este clima é feito especialmente para motivar as pessoas a buscar mais resultados, mas se você sente mais preguiça do que vontade de ir a uma academia, pode montar uma mini academia em casa e obter ótimos resultados.

Não é uma tarefa simples, mas se é uma ideia que agrada, certamente você fará com mais disposição do que ir todos os dias até a academia. E ainda terá a realização de ter criado um ambiente de saúde na sua casa.

Vamos falar de como montar uma mini academia em casa e continuar investindo na sua saúde.

01 – Quais os seus objetivos com a academia?

A resposta desta pergunta vai definir tudo que você vai precisar comprar para a sua mini academia em casa.

Se você quer uma academia apenas para exercícios aeróbicos, se quer agregar equipamentos de musculação. E dentro da musculação, pense em qual (quais) exercício você gosta de fazer para desenvolver cada grupo muscular.

A tendência, no começo do planejamento, é ter variedade, mas nem sempre é necessária. Poucos aparelhos custarão menos e também serão mais fáceis de acomodar no espaço da sua casa.

02 – Você já tem o espaço reservado para a sua mini academia?

É importante definir o quanto antes para que você possa medir a dimensão dele e projetar que aparelhos caberão – e isso vai ajudar a definir quais você poderá comprar.

Outro aspecto quanto ao espaço é pensar na ergonomia. Os aparelhos devem ser dispostos de forma que haja circulação entre eles sem apertos e que não batam uns nos outros. Estes cuidados devem ser tomados principalmente se você mais pessoas vão usar a academia ao mesmo tempo.

03 – Pesquise sobre quais equipamentos você vai precisar (e pode ter)

Com os objetivos definidos e o espaço reservado, o próximo passo é listar os equipamentos:

  • Os necessários: sem os quais você não atinge os objetivos
  • Os desejáveis: dependerão da verba e do espaço restante

Um aparelho bastante eficiente em uma mini academia residencial, por exemplo, é a estação de musculação, que atende vários exercícios e pode ter um custo-benefício muito bom. Você terá um aparelho que vai oferecer muita diversidade.

A dica aqui é ser bastante realista com o seu orçamento e muito criterioso caso seu orçamento seja generoso: a tendência é gastar além do necessário. E não esqueça dos pequenos itens – colchonetes, anilhas, barras. São essenciais e podem pesar na sua conta.

04 – Pesquise muito sobre os fornecedores de equipamentos

Existem muitos e ótimos fornecedores de equipamentos de academia. Faça uma pesquisa profunda sobre os preços, a reputação das lojas nas redes sociais, se tem muitas reclamações no sites de defesa do consumidor.

São valores altos e uma avaliação demorada é muito importante.

05 – Cuide com carinho da refrigeração

Você lembra de como era confortável fazer exercícios na academia, com o clima de montanha que ela tinha?

Isso é fundamental para o bem estar do praticante e para que a temperatura corporal não suba demais. Então, por que não fazer o mesmo em casa? O ideal é uma refrigeração que seja adequada ao ambiente durante as horas que você estiver no espaço.

Ventiladores podem ser eficientes, mas a atuação deles é restrita e acabar deixando áreas muito quentes. Um aparelho potente com o split inverter, pode atender a sua necessidade e ser mais econômico.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *