Como proteger os dados da sua empresa? Temos 7 ótimas dicas.

Mesmo diante de tantos investimentos que fazemos em equipamentos, pessoal, materiais, licenças de sistemas e diversas tecnologias, sabemos que o grande valor de toda empresa são as informações e os dados que ela produz, para seus controles internos e para atendimentos aos seus clientes.

E um dos maiores receios – e também custos – sem dúvida é a Segurança de Informação, que se resume ao conjunto de ações, recursos, políticas e tecnologias que é usado para gerir a segurança dos dados de uma organização.

E quando falamos de dados, é importante ressaltar que muitas vezes temos, em nossos sistemas, um conteúdo que pertence a terceiros e que estamos usando em projetos ou vendas estratégicas a clientes e portanto precisam ser protegidos com o mesmo rigor ou até maior.

Mas como você pode fazer para proteger os dados da sua empresa? Existem muitas ações, alguns simples, que podem responder esta pergunta. Vamos falar das principais.

Ação 1: conscientizar os colaboradores

Esse é a primeira e uma das mais importantes medidas, e muitas empresas negligenciam, por acreditar que as soluções técnicas resolverão sozinha e que há muito desgaste na cobrança que os colaboradores ajam corretamente no dia a dia.

Porém, o envolvimento deles na importância deste controle é fundamental para o sucesso da solução como um todo. Algumas ações podem ser implementadas de imediato:

  • Não usar o recurso de memorizar acesso (usuário e senha).
  • Não abrir links e anexos de e-mails com remetentes suspeitos e comunicar o setor responsável.
  • Não abrir sites que não tenham indicativo de segurança (https).
  • Não fazer download de arquivos direto de sites que não sejam autorizados pela empresa.
  • Comunicar prontamente qualquer comportamento suspeito do computador.
  • Trocar as senhas frequentemente.

Com estas medidas, os colaboradores podem ajudar a reduzir muito as possibilidades de ataques.

Ação 2: valorize a segurança da informação como Política da empresa

É recomendo formalizar e divulgar um Manual de Boas Práticas de Segurança da Informação, onde estarão claramente listadas as ações acima para os colaboradores em geral – e mais algumas que certamente surgirão – e as ações específicas do setor de TI responsável.

Além disto, é importante detalhar a solução técnica completa para que todos tenham ciência da complexidade (investimento) que a empresa dedica a este item, e que precisa da mesma dedicação em todos os níveis.

Ação 3: institua a criptografia como recurso

A Criptografia é uma excelente alternativa de proteção dos dados guardados no servidor da empresa e, principalmente no momento de envio para clientes e outras empresas ou para o armazenamento em nuvem.

Ela cria um nível alto de dificuldade que permite o tráfego seguro, porém é preciso que os destinatários também tenham cuidado com as senhas. Cada lado deve criar um processo de guarda delas em local seguro.

Ação 4: investir em um sistema de gestão integrado

Muitos dos riscos que corremos no dia a dia diz respeito ao trânsito de planilhas e arquivos gerados em pacotes de utilitários.

O uso de um sistema de gestão, mesmo os mais simples, permite que os dados do negócio fiquem concentrados em um servidor externo – que deve ter também um ótimo nível de segurança – e não espalhados em diversos computadores, e esta mudança facilita muito o desempenho da solução de segurança. Além disto, os dados podem ser usados e impressos remotamente, em empresas como filiais.

Ação 5: usar o backup em nuvem

Aqui a questão é a segurança contra acidentes técnicos e desastres – incêndios, por exemplo. Desta forma, os dados poderão ser acessados imediatamente e impedir a descontinuidade dos trabalho.

Um ponto forte deste recurso é o sincronismo em tempo real. É importante pesquisas todas as boas opções do mercado e o que cada uma oferece.

Ação 6: segurança física também é fundamental

As maiores ameaças estão no mundo digital, mas o que temos nos servidores e HD é importante o bastante para estar em ambientes fisicamente seguros. Investir em sistemas de trancas especiais e monitoramento por câmeras é fundamental.

Ação 7: investir em um ótimo programa antivirus

Um programa de antivirus é um requisito fundamental em uma solução de segurança de dados, independente da complexidade dela ou da organização. Até empresas individuais devem investir, pois são eles que impedem a grande maioria das ameaças.

Mesmo os programas gratuitos já oferecem uma boa cobertura para a maioria dos usuários, incluindo os que trabalham em home office, porém o investimento em uma solução paga é o ideal. Quando você paga pelo serviço você tem direito de cobrar por suporte e pela eficiência do produto e recebe proteções extras que são muito úteis.

É importante pesquisar as boas empresas do mercado e descobrir qual o melhor antivirus pago. Verificar o que cada uma oferece – e existem boas diferenças entre elas.

 

Esperamos que estas dicas sejam muito úteis para as suas decisões sobre como proteger os dados da sua empresa.

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *